Name:
Location: Portugal

Saturday, March 11, 2006

Virtual Realidade Parte 02

Luísa disfarçou a angústia, que momentos antes tinha sentido e respondeu:
─ Eu também me atrasei. Cheguei há poucos minutos!
─ Ainda bem! Há muito que frequentas o IRC?
─ Não! È a segunda vez; foi o teu nick primeiro a cintilar no meu monitor.
─ Eu já ando por aqui há uns anitos! Com a tua inexperiência devo avisar-te que tenhas cuidado! Nem tudo o que parece é. Disse mds fazendo um sorriso J)
Reine pergunta:
─ OK, obrigada! O que gostas de fazer nos tempos livres?
─ Sempre que posso corro e ando de bicicleta, gosto de música, ler, poesia, e sobretudo navegar pela Internet fazendo pesquisas.
Luísa apercebeu-se que o mds desenvolvia a conversa sobre os temas, mas não lhe fazia perguntas pessoais. Porque seria? Não teria interesse em saber com quem falava?
De repente ele despede-se, prometendo que iria aparecer num dia próximo.
─ Espera!
Mas o nick mds tinha desaparecido.
─ Que cara é essa? Perguntou a Rita que entrou naquele momento, na pequena sala onde estava o computador.
─ Conheci uma pessoa no IRC e nem o nome dela fiquei a saber. Rita sorriu e disse:
─ Aqui tudo é possível. As pessoas são virtuais e a maioria inventa nomes falsos e idades. Tem muito cuidado mãezinha! Não quero que venhas a sofrer com isso.
Os temas mais procurados na Internet: amizade, amor, e sexo. Assuntos de menos impacto: sociais.
De repente olham para o monitor e já estão vários nicks a cintilar. Rita clica num ao acaso e diz para a mãe:
─ Repara como normalmente começam.
─ Oi
─ F/M
─ Nome
─ Idade
─ De onde és?
Luísa riu, ─ mas isso é o mesmo que pedir o bilhete identidade!
Mãe e filha saíram abraçadas deixando os nicks a cintilar.
Rita tinha vindo passar o fim-de-semana com a mãe. Ela estava a estudar em Leiria. Queria seguir a carreira de medicina, mas exigiam uma nota muito alta para entrar nesse curso. Se não conseguisse a nota iria tentar entrar numa faculdade espanhola. Rita falou com a mãe sobre os seus projectos futuros e Luísa, disse:
─ Sabes bem que apoio as tuas decisões. Com trabalho e determinação conseguirás os teus objectivos. Quero-te feliz, apesar de que vou sentir muito a tua falta, querida, se isso acontecer. Mas está na altura de começares a voar! ─ Disse rindo a mãe, e despediram-se. Rita ia ter com os amigos a um bar.
No dia seguinte Luísa, ainda na cama, observava o dia a nascer, uma aurora brilhante e invernosa que iluminava o quarto e lhe ofuscava os olhos.
─ Outro dia de frio. ─ Exclamou para si.
Saiu da cama a tremer e entrou no chuveiro. Vestiu o roupão azul-pálido, e foi à cozinha tomar um café que libertava no ar um aroma agradável. Deitou-o numa chávena de porcelana ás flores e começou a saboreá-lo amargo e a ferver como tanto gostava. Passou a manhã toda a trabalhar. Ao fim da tarde ligou-se ao IRC para ver se encontrava o mds”misterioso”.
Passaram-se vários dias sem que ele desse sinal de vida. Luísa começou a pensar que se enganou sobre o mds.
─ Será que nunca mais falo com ele?!...

Continua...

5 Comments:

Anonymous tb said...

andei por aqui a ver se me tinha faltado alguma parte e de facto, li tudo, mas na altura ainda não podia comentar, como acho que é um pecado não ter nada escrito e agora que já o posso fazer, deixo o meu contentamento nesta história que tanto me tem agradado.
Beijinhos

P.S. É engraçado comentar agora aqui os anteriores...
Mais beijinhos

7:45 pm  
Anonymous Anonymous said...

Best regards from NY!
» » »

6:51 am  
Anonymous Anonymous said...

Enjoyed a lot!
»

12:06 pm  
Anonymous Anonymous said...

Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. Lexus nexus complaints free credit report online Cheap zybancgeap zyban Mid america omaha ne appliances Soduko free games Start your own sportsbook software Valium compared to lorazepam Southern saunas wer-2lv pop blocker play free msn scrabble game

1:35 pm  
Anonymous Anonymous said...

Cool blog, interesting information... Keep it UP breast augmentation winter park data recovery

2:57 pm  

Post a Comment

<< Home