Name:
Location: Portugal

Friday, June 09, 2006

Virtual Realidade Parte 39


Rita estava hipnotizada e incapaz de balbuciar qualquer palavra; ela que tinha sempre tanta presença de espírito em qualquer lugar, acabou por se sentar sem responder nada.
─ Olá! Meu nome é Francisco e vivo em Pamplona.
O olhar dele era tão acolhedor e a apresentação tão franca que Rita rapidamente recuperou a presença de espírito e apresentou-se também:
─ O meu é Rita e vou para Pamplona estudar.
─ Que coincidência! Conheces a cidade?
─ Não, nunca lá estive. Vou agora pela primeira vez para me inscrever na Faculdade de Medicina. Viajo com a minha mãe.
─ Preferiste vir para Espanha do que tirar o curso em Portugal?
─ Por uma décima não consegui lugar lá e para não ficar um ano parada e tentar de novo, candidatei-me a várias faculdades espanholas e fui aceite em Pamplona.
─ Estou a perceber. E já tens onde ficar?
─ Vamos tratar disso agora.
─ Eu estou sempre muito ocupado, mas se precisares de alguma coisa telefona-me. ─ Francisco puxou de um cartão de visita e entregou-o a Rita ─ Toma o meu contacto.
Rita recebe o cartão de Francisco e as mãos de ambos tocam-se suavemente; sente uma ligeira vibração naquele toque e retira as suas rapidamente.
─ Obrigada! Certamente que vou precisar, não conheço nada da cidade e muito pouco da língua.
─ Fala-se castelhano o que facilita bastante, em certas zonas de Espanha os dialectos são muito difíceis e nem entre eles se entendem.
─ O que fazes em Pamplona, estudas?
─ Estou a estagiar arquitectura.
─ Agora tenho que ir. ─ Rita levantou-se fazendo menção de sair. ─ Muito prazer e uma boa continuação de viagem.
─ Fica mais um bocadinho! Acabei de te encontrar e já te vais embora?
─ A minha mãe deve estar preocupada.
─ Eu vou lá pedir-lhe desculpa por te ter prendido.
A expressão sorridente de Francisco era tão franca e meiga que Rita se sentou de novo.
─ Ok. Só mais uns minutos. Estás há muito tempo em Pamplona?
─ Cerca de meio ano e vou estar outro meio, pelo menos. Depois penso regressar a Portugal para trabalhar lá.
─ E gostas do teu trabalho, da Arquitectura?
─ Gosto muito! Foi o meu sonho desde miúdo tirar este curso. E tu?
─ Medicina também foi o meu sonho de menina: comecei por dissecar as bonecas que me a minha mãe me comprava. Adorava fazer aquilo. Mas em vez de as curar deixava-as moribundas e algumas morriam.
─ Pois eu, nos primeiros anos de escola, com 6 ou 7 anos, passava pelos prédios em construção e divertia-me a quebrar tijolos, quando não estava lá ninguém a trabalhar.
Riram os dois, numa gargalhada uníssona e intensa que despertou a atenção dos frequentadores do bar naquela hora tardia e madrugadora, passada sobre carris, a alta velocidade.
Francisco foi o primeiro a recuperar do abandono hilariante:
─ Já não falta muito para chegarmos a Vitória; depois é só apanhar a ligação para Pamplona.
─ Nós vamos ficar dois dias em Vitória e conhecer um pouco a cidade aproveitando esta viagem.
─ Temos um projecto em construção em Vitória. Se pudesse ficava e mostrava-vos a cidade, mas tenho de seguir para o trabalho. Estou a regressar de uma semana em Portugal onde fui tratar de assuntos relacionados com a minha situação.
─ Ah. È pena! Depois mostras-me Pamplona, se puderes.
─ Com todo o gosto! Durante a semana é muito difícil estar livre: trabalho desde as 9 da manhã até às 14 e depois das 16:30 até às 20 ou 21 horas, e algumas vezes também nos sábados e domingos, mas não deixes de me telefonar.
─ Isso é muita coisa! ─ Admirou-se Rita.
─ Temos de cumprir os prazos das entregas dos projectos. Não podemos falhar.
─ Já percebi. De onde és em Portugal?
─ Faro. E tu?
─ Leiria, mas moramos em S. Pedro de Moel.
─ Estive lá uma vez. É muito lindo.
─ Sim, é. Estamos a parar!
─ Deve ser Miranda de Ebro. Ainda faltam uns 20 minutos para chegarmos a Vitória.
─ Sim, mas tenho de ir. Até Pamplona! Gostei muito de te conhecer.
─ O prazer foi meu. Fico aguardar o teu telefonema.
Despediram-se com um beijo e Rita saltou ao encontro da mãe. Encontrou-se com Anabela a meio caminho:
─ Ah, já aí vem! A sua mãe estava preocupada e eu tenho de sair nesta estação e queria despedir-me de si. Vamos!
Entretanto o comboio tinha feito paragem em Miranda do Ebro. Entre beijos e abraços Anabela despede-se das novas amigas.
─ Oh mãezinha realmente atrais este género de pessoas: ou necessitadas monetariamente ou deprimidas (risos)
─ Bem, que eu saiba desta vez foste tu que me apresentaste, estás a seguir o meu caminho. Mas agora conta-me por onde andaste…
─ Perdoa, mãezinha! Fiquei retida no bar a falar com o Francisco.
─ Francisco?!
─ Sim, aquele moreno dos olhos lindos.
─ Ah! Estou muito admirada! E como foi esse encontro que demorou tanto?
─ Demorou?! Eu achei até muito rápido!
─ Estou a ver…─ Luísa sorria.
─ Não estás a ver nada mamushka! Quando saíamos do bar eu fiquei para trás e ele convidou-me a sentar, apresentou-se, trocámos umas palavras. Apenas trocámos conhecimento.
─ Com a promessa de se voltarem a ver? Mas não me apercebi de nada! Estavas ainda distante dele.
─ Como adivinhaste?
─ Eu sei muitas coisas. Mas tem cuidado, filhota. Tu não sabes nada dele.
─ Sei muitas coisas…É português, Arquitecto, 24 anos de idade…
─ Isso parece o livro do Bernardo Santareno!

O percurso decorria normalmente, quando Rita tirou do bolso do casaco um cartãozinho e começou a ler. A mãe pediu-lhe para abrir um pouco a janela, e naquele momento o cartão foi arrastado pela ventania para fora do comboio. Rita ficou estática a olhar o pequeno papel que se escapava irremediavelmente, levando com ele a possibilidade de se encontrar com Francisco um dia em Pamplona.
─ Afinal está um vento gélido, fecha a janela por favor. ─ Luísa viu a filha petrificada, o olhar desesperado perdido algures num ponto do espaço lá fora. ─ O que se passa? Parece que viste um fantasma!
─ Nem sabes o que acabou de me acontecer! Eu tinha na mão o cartão do Francisco e quando abri a janela, com o vento, ele voou. Que chatice! Ele ofereceu-se para nos ajudar em Pamplona e achei-o muito simpático. Pareceu ser uma pessoa de confiança.
─ Minha querida lamento muito! Tudo por minha culpa. Vai até ao bar, pode ser que o encontres. Explica-lhe o que aconteceu e pede-lhe outro.
Rita nem respondeu á mãe e voou até ao bar. O lugar onde o Francisco esteve sentado estava vazio. Sentou-se no mesmo sítio em que ele estivera sentado poucos minutos antes, e vagueou pelas lembranças dos acontecimentos acabados de viver, na esperança de que Francisco aparecesse de novo.
“Será que a Sandrine adivinhou ao dizer que iria aqui em terras espanholas encontrar o amor da minha vida? Estou a ficar doida! Não posso pensar nisso agora! Primeiro, os meus estudos”. E voltou para ao pé da mãe mais confiante.
Luísa aproveitou aqueles momentos em que ficou sozinha, e tirou o telemóvel da carteira. Mandou uma mensagem para o e-mail do Eduardo, que digitou o seguinte:

Olá docinho! A viagem está a correr muito bem. Estamos a chegar a Vitória. Tenho saudades tuas! Fica bem. Até breve! Mil beijinhos doces.

Rita aproxima-se da mãe com um ar muito estranho.
─ Encontraste-o Rita?
─ Não mãezinha! Estive a pensar que primeiro tenho os estudos. É neles que tenho que me concentrar neste momento. Vou esquecer este incidente.
Entretanto o comboio tinha parado em Vitória.

Continua....

61 Comments:

Blogger macmartinson said...

Oi, ISA,
está a ficar docinho... " Vivement vendredi prochain "

Bom fim-de-semana

7:42 pm  
Blogger macmartinson said...

Oi, ISA,
está a ficar docinho... " Vivement vendredi prochain "

Bom fim-de-semana

7:42 pm  
Blogger Paulo Silva said...

Interessante.
Bom fim de semana.

8:04 pm  
Blogger Papoila said...

Olá Isa!
Claro que há encontros inesquecíveis e vão encontrar-se de novo, Pamplona não é tão grande assim :)
Beijo

10:21 pm  
Anonymous tb said...

achei muito curioso este episódio...vê-se mesmo que a menina não sabe que quando temos um tesouro o fechamos bem guardado na nossa mão...e a saga da viagem continua, com encontros e desencontros da vida.
Beijinhos e bom fim de semana.

10:25 pm  
Blogger soli-arte said...

bemmmmm. Pregaram-nos uma partida.Mas apesar de tudo gostei de voltar à viagem de comboio.
Encontros e desencontros, sentimentos que nascem, mais uns "aperitivos" para voltar cá para a semana.
Beijos e tenham um bom fim de semana

10:30 pm  
Anonymous segundavida said...

A Ritinha parece que foi tocada com a seta de cupido, também é de salientar uma "alfinetada" no ensino do nosso país devido à exigência de notas (quanto a mim)demasiado altas no acesso à faculdade de medicina. Um óptimo fim de semana.Jão Melo

10:37 pm  
Anonymous furta cores said...

ohhhhhhhhhhhhh pahhh! Isso não se faz! :P :)

Isso é que é espicaçar-nos: 1º todos ansiosos pela continuação da saga do mau feitor do Victor e Pimba saltamos outra vez para o comboio e 2º... ´tadita da Rita :P eheheeh

Muitos parabéns, sabes muito bem como nos manter interessados! :)

Bom trabalho, um beijito

11:29 pm  
Blogger Vanda Baltazar said...

Obrigada pela tua visita, Isa!

perdi o comentario com as "avarias" dos ultimos dias mas ficou o aviso por mail :)

Um grande beijinho que farão o favor de dividir irmamente e bom fim de semana!

Van

12:07 am  
Anonymous mar said...

Pois e assim nos prendes á leitura do q escreves, não ha direito, queremos saber o fim :))
Beijinhosssss

9:13 am  
Blogger Pedro Melo said...

Olá!
Mais um maravilhoso pedacinho da historia! Fantastico!

Bom fim-de-semana!

1:55 pm  
Blogger MoonLight said...

Bem... Vou esperando de novo pela próxima sexta-feira! lol Conseguem acrescentar sempre pormenores muito envolventes e manter um fio condutor sublime na história! Parabéns! Bom fim de semana. Bjs de Luz

3:15 pm  
Anonymous Anonymous said...

Olá Isa!
estou a adorar o romance.Um enredo muito bem conseguido, que me prende com grande interesse, cada capitulo tem algo de interessante que me desperta uma enorme curiosidade,fico ansiosa para o seguinte...
muitos beijinhos Regina.

5:28 pm  
Anonymous Nylda said...

Olá Isa...
Este romance está excelente. Muito interessante. Parabéns.
Bom fim de semana.
Beijinhos

7:10 pm  
Blogger Isa Calixto said...

Vim aqui num estantinho, pôr-me em dia com o desenrolar da história...mais um cheirinho de amor, no ar...deixámos o Victor a descansar :)...vamos ver para a semana, quem vai entrar em cena...
Fico a aguardar...

Beijinhos destribuidos e bom resto de fim da semana.
(Obrigada Isa pelas palavras no meu cantinho)

11:19 pm  
Blogger lena said...

Isa e Luis, meus meninos docinhos, voltei e continuo nesta viagem Virtual Realidade,
estou no banquinho onde consigo observar tudo bem pertinho da Rita, senti a angústia com que ficou ao perder o cartão do Francisco, mas a vida é assim feita de encontros e desencontros, algumas vezes,
oportunidades de se encontrarem não vão faltar

gostei de ler como descrevem tão bem esta viagem até Pamplona, conseguem prender-me e ficar à espera de novos episódios, enquanto o Victor prepara mais umas das dele, certamente,
enquanto isso deliciei-me a viajar na companhia da doce Luisa e adorei o e-mail para o Eduardo "Olá docinho!"

isso porque serei sempre apaixonada...

beijos aos dois e o meu abraço com muita ternura que ultrapassa a virtualidade

lena

11:54 am  
Blogger Rosmaninho said...

Isa e Luís

Estudos fora do país...
Medicina em Espanha, por uma décima...Ai Portugal, Portugal!
Tenho um João em Enfermagem, em Universidade portuguesa por esse mesmo motivo.

Voltando à Rita e ao Francisco. Um de Faro, outro de Leiria...
O mundo é muito pequeno! Voltarão a encontrar-se.

A mensagem para o e-mail do Eduardo faz-me pensar que a Rita não está muito segura dos seus sentimentos...

Fiquei com imensa curiosidade...estou desejando de ler a continuação.

~*Um beijo*~

12:18 pm  
Blogger Natalie Afonseca said...

Olá!!
Vim cá deixar-vos beijinhos!! :)
Bom Domingo e siga apoiar Portugal :P
Gosto de vos ler!!

Bjs
:))))))))

3:07 pm  
Blogger Catarina Pati said...

Ola,
A vida é feita de encontros e desencontros :):)
Um bjto para vocês e um bom domingo!

3:17 pm  
Anonymous tb said...

Olá,
Votei para deixar um beijo

5:48 pm  
Anonymous tb said...

claro que era voltei! Ao domingo como sempre letras (risos)
Beijinhos

5:49 pm  
Blogger isa xana said...

mais uma história virtual:)

e eu nunca fui a Pamplona:(

5:55 pm  
Anonymous Nanci said...

Seja real ou virtual o destino, o "não por acaso" estão presentes...Muito está a acontecer, suponho...e aguardo

beijos mil e fiquem em paz

11:27 pm  
Anonymous Alexandra said...

Pronto!!!! Tudo lido ... mais uma chamazinha para nos deixar cá "pregados" eheheeheh

Continuem, estou a adorar!

Beijitos, boa semana.

11:58 pm  
Anonymous Mar said...

Hummm... deixam-se sempre suspensa do próximo episódio. Uma boa semana. beijinhos

12:34 am  
Blogger eu said...

Vim ler-vos! deixo um beijo da lua que gosta de se passear por aqui..fiquem bem e boa semana

1:20 am  
Anonymous Diva said...

Boa semana;)Beijokas 1000

9:52 am  
Anonymous oteudoceolhar said...

Bom dia Isa obrigada pelas palavras e votos de melhoras. Ando a bater o record desde sexta feira que não tenho dores (quase) nenhumas. Estou a gostar do rumo da tua história;) acho que algo bem torrido vai acontecer a esses dois...ainda se vão encontrar pelos trilhos da vida...e nós cá estaremos para ver (ler). Beijinho grande n´oteudoceolhar boa semaninha e até breve ***

10:56 am  
Blogger maresia_mar said...

olá
como sempre cá estou eu a ler mais um capitulo da vossa tão envolvente história.. gostei de verdade e fico à espera de mais. Bjhs e boa semana

2:30 pm  
Anonymous Rui Teixeira said...

Tive pena quando a Rita perdeu o contacto mas são situações que acontecem. Continua que vais bem

2:42 pm  
Blogger Cakau said...

Esses encontros são, geralmente, muito intensos.
O cartão voou, mas o mundo é muito pequeno. Quanto mais Pamplona? :P
Beijinhos, amigos *

3:00 pm  
Anonymous Pedra da Lua said...

Olá ISa!!! Vim numa corrida só deixar um jinho grande e agradecer o teu poema q mais uma vez é muto bonito. Infelizmente nao vou ter tempo para ler mas qd voltar desforro-me!!!! Jinhos e já sabes: fica sempre bemmmmmmm!

4:08 pm  
Anonymous Anonymous said...

Parabens pela ideia, passei para deixar um beijo de boa noite.

11:56 pm  
Blogger Luisa said...

Aventuras e mais aventuras, romances e mais romances...

12:51 am  
Anonymous Regina said...

Oi Isa!
Tudo bem com você?
Obrigada pelo carinho deixado no meu blog. Comecei a semana com o coração verde e amarelo, hoje o Brasil para e vamos ver nossa seleção.
Um beijo grande
Regina

5:35 am  
Anonymous ilhas said...

Cada vez que caio no vosso blog fico espantado e maravilhado com tanta doçura de histórias. Isto dava um bom livro já pensaram no assunto ?

1:45 pm  
Blogger Sofia said...

continuo-te a ler...com grande interesse!

3:09 pm  
Blogger Betty Branco Martins said...

Olá Isa

Ao ler esta vossa "história" levou-me a sentir um gosto "duplamente sentido" pela escrita e lugares que tão bem conheço.

Vitória, Pamplona e S.Pedro de Moel.

Tenho a certeza que a Rita vai encontrar o Francisco, em Pamplona ou noutra parte qualquer do mundo.

Beijinhos

3:16 pm  
Anonymous Maria said...

O ROMANCE ESTÁ MUITO INERESSANTE! E MUITO BEM ESCRITO! MUITO BEM DESENVOLVIDO A VIDA DOS PERSONAGENS! BEIJINHO PARA A ISA E PARA O LUIS! PARABÉNS!!!!!!!!!!

9:53 pm  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Se o destino realmente os quiser juntar, eles irão encontrar-se novamente. É sempre assim no amor, nada é impossível, e o amor faz com que as pessoas se voltem a cruzar na vida. Fico a aguardar esse reencontro.
Beijos e abraços.

11:44 pm  
Anonymous Ane said...

Tomara que Rita encontre Francisco outra vez!Vou torcer pra isso!Bjos!

1:50 am  
Anonymous Mily said...

Estou aqui torcendo para que Rita ainda consiga encontrar com o Francisco e pedir-lhe um novo cartão. Parece que desse encontro sairá um belo romance de amor... estou torcendo por isso!

Enfim, as tramas estão se delineando, e prevejo relacionamentos bem frutíferos aí pela frente.

Só não está agradando o mau caráter do Vitor... mas toda boa história tem sempre um vilão... rss.

Beijos carinhosos e até a publicação de um novo capítulo.

4:09 am  
Anonymous In Loko said...

Prontus lá arranjaram mais um namorico LOLL, e é verdade nestas viagens há sempre encontros bem agradáveis (e deliciosos ;)!). Gosto bastaste da maneira fluente com que escrevem, simples e claro! Sem se perderem nas chamadas palavras «caras»... simples e fluente, lê-se bem! Continuem amigos, isto tá bom! Beijo e abraço.

4:56 am  
Anonymous Anonymous said...

Olá Isa e Luis, que bela historia de AMOR, o romance está no ar, (o francisco faz-me lembrar de um gato cinzento que conheci em tempos) e agora como é que eles se vão voltar a encontrar se ela perdeu o contacto dele?? Tenho a certeza que essa parte ja está mais que pensada, cá fico a espera de mais um episodio. Beijinhos para os dois.

4:19 pm  
Blogger Adryka said...

Ora cá está uma linda estória de amor...Vai ser bom de continuar este romance. Beijinhos

4:24 pm  
Blogger Medusa said...

Olá!
Este romance é mesmo envolvente. Dá vontade de voltar para saber o resto...
Será que voltará a haver encontro?
Voltarei pra ver.
Brigada pelo carinho da visita

Beijinho grande da Medusa

11:17 pm  
Blogger ≈♥ Nadir ♥≈ said...

Beijos e bom feriado

11:42 pm  
Blogger OvelhaNegra said...

Sigo atentamente o vosso Romance.
Está envolvente. Bem construído. Tem aquilo que é crucial: Prende a atenção do leitor.
Parabéns :)

( Tomei a liberdade de juntar o vosso blog à minha lista de links. Espero que não me considerem abusadora.)

Um beijo e um sorriso*

3:33 pm  
Anonymous Daniela Mann said...

Beijinhos e bom feriado! ;)

4:23 pm  
Anonymous Isa said...

Cá estou eu desta vez um pouco atrasada para ler mais um capitulo desta história que nos prende e que nos faz voltar todas as semanas.
Beijocas

4:36 pm  
Blogger Rosmaninho said...

Isa&Luís

Ora sendo hoje Quinta-feira... é já amanhã que a continuação acontece. Estou certa ou estou errada? ;):)

~*Um beijo*~

8:49 pm  
Blogger Nilson Barcelli said...

Em dia...
Estou a adorar a vossa história. Tem um enredo muito bom.
Fico à espera de mais.
Beijinhos para a Isa e abraços para o Luís.

10:03 pm  
Anonymous Alexandra said...

Isa,

o seu comentário foi, dentro do horrível, aquilo que se pasa na realidade. A vergonha, a falta de auto-estima infligidas, são uma constante! Os ciclos pelos quais estas mulheres passam são horríveis!!! De um sofrimento atroz! Infelizmente, para além de tentar despertar atenções, nada mais posso fazer, embora tenha um breve conhecimento da realidade. Adoraria trabalhar na àrea, para a qual tenho competências, mas... nada posso fazer! Resta-me, dar um pouco a conhecer aquilo que me foi ensinado e sobre o qual trabalhei, sonhando, ser uma forma de despertar atenções!

Obrigada pelas suas palavras!!!

Beijos grandes!

11:26 pm  
Blogger Ana Luar said...

A isto se chama a arte de bem escrever. Beijo-vos carinhosamente!

11:44 am  
Blogger Flor said...

Continuo a seguir-vos! Um beijo grande e bom fim de semana!

11:59 am  
Anonymous Sindarin said...

Olá Amigos! Até k enfim posso matar saudades. Tive uma quebra na net e hoje após 4 dias de jejum (finalmente) consegui chegar aqui depois de mtas tentativas. Isto ainda ñ está a 100%. Bem a vossa história deixa-me sempre "em pulgas" será o Francisco o amor k Rita vai encontrar em Espanha?... Agradeço-vos as visitinhas sempre tão queridas ao meu cantito e desejo-vos uma semana óptima com mta inspiração e deixo-vos milhões de beijinhos cheios de amizade.

12:32 pm  
Anonymous Sindarin said...

Olá Amigos! Até k enfim posso matar saudades. Tive uma quebra na net e hoje após 4 dias de jejum (finalmente) consegui chegar aqui depois de mtas tentativas. Isto ainda ñ está a 100%. Bem a vossa história deixa-me sempre "em pulgas" será o Francisco o amor k Rita vai encontrar em Espanha?... Agradeço-vos as visitinhas sempre tão queridas ao meu cantito e desejo-vos uma semana óptima com mta inspiração e deixo-vos milhões de beijinhos cheios de amizade.

12:33 pm  
Anonymous Sindarin said...

Olá Amigos! Até k enfim posso matar saudades. Tive uma quebra na net e hoje após 4 dias de jejum (finalmente) consegui chegar aqui depois de mtas tentativas. Isto ainda ñ está a 100%. Bem a vossa história deixa-me sempre "em pulgas" será o Francisco o amor k Rita vai encontrar em Espanha?... Agradeço-vos as visitinhas sempre tão queridas ao meu cantito e desejo-vos uma semana óptima com mta inspiração e deixo-vos milhões de beijinhos cheios de amizade.

12:34 pm  
Blogger margusta said...

É..tenho dois episódios em atraso...fora os outros :( melhor voltar amanhã!
Já espreitei e promete!!!
Beijinhos para os dois e muitos :)))

12:25 am  
Blogger amita I said...

Nunca apreciei tanto uma viagem de combóio como esta que nos oferecem. E nada acontece por acaso... há encontros que o desencontro afasta...outros há que permanecem. Este, quem sabe... Um bjiho para os dois vou ler mais acima :)

5:45 pm  
Anonymous Anonymous said...

best regards, nice info Smyptons of allergic reactons to alochol Car wax product reviews Iceland jeep pictures Isp how to Toon teen porn Preserving saab emblem online mba degree rumford rhode island Adjustable rate mortgages portsmouth city va Ford thunderbird 2003 car cover

5:34 pm  

Post a Comment

<< Home