Name:
Location: Portugal

Friday, August 04, 2006

Virtual Realidade Parte 47


Vestiram-se com esmero e desceram para jantar. Ao passarem pelos computadores repararam que estavam sem ninguém e aproveitaram para dar uma olhadela. Luísa, ficou muito triste porque não tinha nenhuma notícia de Eduardo, ele era muito mais preguiçoso do que ela para escrever. Mandou um e-mail muito entusiástico contando tudo o que tinha conhecido até aquele momento na cidade basca.
Luísa tinha consciência de que todos os olhares se fixavam nelas enquanto o maitre as conduzia à mesa. Uma música lenta envolvia o ambiente.
─ Vou comer algo simples de preferência peixe ─ disse Luísa olhando para o menu. Decidiram-se por salmão grelhado e salada, um vinho branco da região (Justino) e uma gelatina para sobremesa.
O jantar decorreu num ambiente animado. Olhando à sua volta alguns pares dançavam. Falaram sobre o que tinham visitado e o itinerário para o dia seguinte; tinham comboio para Pamplona ás três horas da tarde.
─ Estou realmente muito cansada. Quero ir para a cama cedo. Temos que voltar; a cidade tem muito que ver e é digna de ser visitada com tempo. Amanhã gostaria de comprar umas pequenas lembranças.
─ Sabes que horas são mãezinha? Dez horas! Podíamos dar uma voltinha a pé para apreciar a cidade á noite.
─ Tens razão, ainda é cedo mas eu não sei se aguentarei. Têm sido muitas coisas novas em tão pouco tempo, dormir pouco e caminhar muito. As minhas pobres pernas pedem cama. Mas vai tu dar uma volta por aí!
─ Sozinha não sei…
─ A cidade parece sossegada. Vai e não te afastes muito do hotel.
─ Se calhar o melhor é ir dormir também.
─ Pensando melhor…
─ O quê mãezinha?
─ É que temos de aproveitar o mais possível; vamos só dar uma voltinha aqui pelo quarteirão e depois regressamos.
─ Tens a certeza?
─ Se tu ainda quiseres ir…
─ Claro, vamos!
─ Amanhã sairemos por volta do meio-dia do hotel. Deixaremos as malas a guardar e iremos depois directas para a estação.
Saíram para a rua, a noite estava amena. Caminhando foram até ao centro da cidade admirando as montras, a iluminação e os transeuntes. Quando chegaram ao hotel, subiram ao quarto, deitaram-se e adormeceram rapidamente; tinham sido muitas emoções para um dia só.
─ Rita, são horas de levantar querida! O tempo passa a correr, depressa chega a hora da partida.
Rita levantou-se, esfregando os olhos. Sentia-se muito cansada e a perspectiva de um dia bastante activo fê-la desejar continuar a dormir. Mas levantou-se a cambalear.
─ Sim ─ respondeu entrando na casa de banho.
Depois do pequeno-almoço foram comprar umas lembranças e voltaram apressadamente; tinham que deixar o quarto até ao meio-dia.
Perto do hotel comeram algo muito simples (picar) e voltaram a buscar as malas. Um táxi as levaria à estação de Vitória. Quando se dirigiam á bilheteira o telemóvel da Luísa soou; olhou para o visor e não conhecia aquele número, mas parou e atendeu:
─ Sim, quem fala?
─ Não advinhas? Olá fofinha! Estás boa? E a Rita? Ainda em Vitória?
Luísa reconheceu aquela voz querida e com um inesperado movimento agarrou-se à filha.
─ Meu Deus, ─ exclamou Luísa para a Rita tapando o bocal do telefone ─ é o Eduardo!
─ Estamos bem! Defronte da estação Vitória; dentro de minutos vamos partir no comboio regional para Pamplona. A que se deve esta grande e fantástica surpresa? Tu queres-me matar do coração ─ dizia ela ainda surpreendida e alegremente recriminadora, mas muito feliz por aquela atitude inesperada do Eduardo.
─ Saudades de ti minha querida e remorsos de não ter ido convosco. Espero que tudo corra bem. Beijinhos para as duas, Adoro-te.
─ Eu também te adoro! Contigo está tudo bem?
─ Sim, está tudo. Recebi o teu e-mail e fiquei feliz. Tenho duas novidades para te dar.
─ Sim, quais? ─ Perguntou Luísa ansiosa
─ O Rui está realmente apaixonado pela tua amiga Cristina. Nunca o vi assim, falar do modo que falou, por isso é mesmo verdade. Eu conheço-o bem e podes ficar tranquila.
─ Ah, que bom! E a outra novidade?
─ Fica para quando regressares a Portugal.
─ Assim deixas-me em pulgas! Vá lá conta…
─ Só te digo que é muito boa e que vais adorar.
─ Não contas mesmo? És mau! Não gosto mais de ti! Diz-me só se tem a ver connosco.
─ Sim, tem. Tenho de ir ao trabalho. Jinhos doces, amor! ─ e desligou.
─ Muitos também para ti!
Eduardo já não a ouviu.
Rita reprimia o desejo de rir ao ver as faces da mãe vermelhas como uma adolescente enamorada que tivesse recebido a primeira declaração de amor do seu apaixonado.
─ Então mamã, o Eduardo finalmente declarou-se?
─ Não me parece que seja do género de o fazer por telefone. Quem sabe se não está a preparar-me para me dizer que me quer conhecer pessoalmente? ─ Luísa ficou pensativa ─ É a primeira vez que me telefona! O que terá acontecido para o ter feito?
─ Sim, deves ter razão: vai querer conhecer-te em breve e isso pode querer dizer muito, mas tem cuidado para não sofreres uma desilusão.
─ És uma filha amorosa, obrigada pelo teu cuidado, mas não te parece que já sou crescidinha, filhota? Vamos aos bilhetes e deixemo-nos de sonhar acordadas.
─ Eu vou tirá-los!
Luísa sentia uma vontade enorme de gritar e dizer que amava aquele homem. Amava a sua alma, a sua coragem, gostava de tudo nele.

Rita apareceu já com os bilhetes na mão e encontrou a mãe pensativa.
─ Já tenho os bilhetes. A sonhar acordada com o teu Eduardo?
─ Não, mas estava a pensar no que ele me disse a respeito do amigo Rui.
─ Conta…
─ Garantiu-me que é verdade ele estar apaixonado pela Cristina, não é maravilhoso? Estou tão feliz por ela!
Luísa já tinha contado à filha toda a história dos amores clandestinos da Cristina com o Rui. Rita tinha-a escutado estarrecida, não porque desaprovasse esse tipo de coisas, mas porque estava longe de adivinhar que o casamento dela com o Victor fosse o inferno que a mãe lhe ia revelando.
─ Confias assim tanto no Eduardo?
─ Já sabes que sim. Tanto como em mim própria.
─ Oxalá dê tudo certo. Só falta dar certo contigo também.
─ E contigo não?
─ Eu não tenho nenhum namorado on-line!
─ Tens o Francisco à tua espera algures em Pamplona.
─ Pois, pois!
Ouviu-se o apito do comboio a entrar na estação.
─ A caminho do futuro, vamos! ─ Disse Rita
─ Boa sorte para nós! ─ Respondeu Luísa.
O comboio tinha acabado de chegar e as duas seguiram em direcção ao cais de embarque entrando no comboio para Pamplona!

Continua...

24 Comments:

Anonymous aflores said...

Para onde nos levará esta viagem?

6:59 pm  
Blogger soli-arte said...

bem.... A situação parece estar a clarear-se para a Luísa e para o Eduardo.
Acho que já não vale apena torcer por eles pois o clix já se deu :)e ele já tomou a sua resolução , a mais desejada por todos quantos vos lêem, acho eu :).
E quanto á filhota, acho que tambem ela apesar de tudo irá reencontrar o Francisco ( espero eu).
Até à semana
beijos

8:24 pm  
Anonymous tb said...

e uma lágrima matreira veio espreitar comigo a leitura...porque seria?!
Está lindo! Muito ternurento. Apreciei os pormenores, sobretudo o belo vinho branco geladinho que tanto apetece neste tempo de calor e ainda o "picar" que tanto aprecio...
Beijinhos

9:49 pm  
Anonymous angel said...

*´¨)¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` ** ..*
___00000___00000
__0000000_0000000
__000000000000000
___0000000000000
____00000000000
______0000000
________000
_________0
__________0
um ótimo final de semana Beijos e fique com DEUS!!!

5:55 am  
Anonymous In Loko said...

Hummm a coisa promete, com algum jeitinho ainda me faço convidado para algum casório, eles estão à vista, não sei é qual será o primeiro :)... meus amigos vós revelais bons conhecimentos da região basca ( e nem se esqueceram da marca da pinga Justino loll), e do espanhol basco muito fluente. Vou começar a tirar notas para quando passar por Vitória não me perder muito!... Fiquem bem, beijinho Isa, abraço Luis

6:07 am  
Anonymous Nylda said...

Olá...
"Eu Desejo...
Que a felicidade não dependa do tempo, nem da
paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro.
Que ela possa vir com toda a simplicidade,
de dentro para fora, de cada um para todos.
Que as pessoas saibam falar, calar, e acima de tudo ouvir.
Que tenham amor ou então sintam falta de não tê-lo.
Que tenham ideal e medo de perdê-lo.
Que amem ao próximo e respeitem sua dor,
para que tenhamos certeza de que viver vale a pena."
Bom fim de semana.
Beijos e um sorriso.

10:22 am  
Blogger Rosmaninho said...

Isa&Luís

Esta cumplicidade mãe/filha é fantástica! Mãe apaixonada...filha confidente... Que delícia de relacionamento!
Esta vossa história de namorados on-line promete...tudo pode acontecer.
Receio que o Eduardo desiluda a Luísa, simpatizo muito com ela...
Agora, só daqui a duas semanas... estou a ficar "impaciente" com a demora :):).

~*Um beijo*~

11:42 am  
Blogger MoonLight said...

E pronto! Mais um belo capítulo! Lá vou ter de esperar mais uma semana! ...lol... para saber o que se sucede!
...lol... em jeito de brincadeira, mas ao mesmo tempo a escrever a sério, como estamos em tempo de calor... será que não podiam criar um bónus virtual...lol... e postar 2 partes de uma só vez???? :) É só um pedido de uma leitora assídua!!!
Um abraço grande aos 2 e parabéns pela vossa criatividade.
Bjs de Luz

12:14 pm  
Anonymous Regina said...

Queridos Isa e Luis!
Vim regar um pouquinho a nossa amizade que, embora um pouco ausente, jamais é esquecida.
Bom fim de semana!
Beijos com carinho
Regina

7:18 pm  
Blogger HatA/mãe said...

Isa minha amiga,

Ainda as férias? E nós para quando o próximo capítulo?

Continuação de boas férias.

bjs

7:09 pm  
Blogger maresia_mar said...

Olá meus amigos,
mais um empolgantge capitulo.. cá ficamos nós à espera do próximo.. e como estar a ler um romance, folhear página a página.. Bjhs e boa semana

3:53 pm  
Blogger Isa said...

Obrigada pela visita e palavras lindas :)

Voltarei. Beijos!

7:19 pm  
Blogger Lmatta said...

estou a gostar
beijos

8:51 pm  
Blogger lena said...

Isa e Luís de volta a ler-vos e tenho que dizer:

A caminho do futuro...

acho que me compreendem

adorei ler-vos, como sempre,

o amor está no ar e é tão bom quando se ama

estão ambas no caminho certo para o romance, sem esquecer a Cristina, também ela apanhada pelo "cupido"

a vida é assim, bela, quando o amor bate à porta

a forma com que descrevem cada momento, faz-me sentir ao lado delas, observar cada gesto, sentir-me dentro do vosso excelente romance

estou a adorar ler


beijinhos muitos aos dois e fico à espera de mais, entretanto abraço-vos com carinho

lena

10:15 pm  
Anonymous Nanci said...

Olá amigos,
eu mesma me surpreendi com o telefonema...Coloco-me no lugar de Luísa, qto emoção e ainda agora ansiedade!!
me atraso em vir aqui mas de forma alguma perco um só capítulo...estou amando, parabens!!

beijos mil

12:00 am  
Blogger o lápis said...

Há sempre partidas e chegadas.

No intervalo, o tempo de um beijo, para ambos :)

Van

9:22 am  
Anonymous meialua said...

Ola vim deixar beijokas para os 2 e dizer até breve*

12:01 pm  
Blogger maresia_mar said...

Meis queridos amigos,
e eis chegado o dia... vou de férias amanhã e até meados de setembro vou estar ausente da net e da rotina, só assim conseguirei aguentar mais um ano com um sorriso no rosto.. mas vou lembrar com carinho todos de quem eu gosto.. Bjhs com sabor a maresia

2:01 pm  
Blogger Adryka said...

Mais uma vez me surpreendes coma criativiade que colascas na tua escrita é fantástico, acredito que daqui a uns tempos vamos ter um romance á venda e que maravilhoso que ele é. Beijinhos amigos

5:51 pm  
Anonymous Maria said...

Pamplona fica muito bem, neste contexto desta estória!AH! O AMOR...!BEIJ.

8:01 pm  
Blogger XannaX said...

Regresso elevei algum tempo a actualizar-me, relendo partes antigas para melhor me situar... sinal de que vale a pena.
Interessante diálogo mãe/filha, onde se dá a entender uma relação muito saudável e conseguida.
Beijinhos a ambos.

12:58 pm  
Anonymous Anonymous said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it Incorporate trademark copyright free on line anti-virus Angelfire com ns financial bontril champagne 1996 infiniti i30 Connecticut celebrex lawyer Digital print uk Jim looking for job in usa

3:03 am  
Anonymous Anonymous said...

What a great site » »

1:37 am  
Anonymous Anonymous said...

Keep up the good work Bluetooth adapter for non bluetooth phones 2 pc baha mosaic sofa and loveseat group Pro tennis players Cheapest+pre-paid+cell+phone+plans jeep cherokee with a lift Big teen sex most picked numbers for keno Decor home teen Tramadol pricing Protonix medication for and side effects 1968 oldsmobile delmont 88 Used auto sales automotive news facts about dentists cute latina Trot line fishing supplies 802 11b compact flash radio card tutorial Mexican bontril order online

12:34 am  

Post a Comment

<< Home